Acesso à internet de qualidade e sem limitações é tema de intervenção no FIB 14 em Curitiba


Quem nunca ficou sem internet na hora em que mais precisava? É justo no momento de fazer um PIX, pedir um carro de aplicativo ou checar uma informação em um site de notícias que chega a mensagem: “você atingiu 100% da sua franquia de dados”. Num contexto de dependência da internet para atividades básicas do dia a dia, a campanha #LiberaMinhaNet aproveita a realização do Fórum da Internet no Brasil (FIB) em Curitiba para discutir sobre as urgências e as possibilidades para um novo modelo de franquia de dados móveis no Brasil.

Apenas 22% dos brasileiros têm condições satisfatórias de conectividade, segundo pesquisa lançada em abril pelo Comitê Gestor de Internet (CGI). Para chegar a este número, o estudo “Conectividade Significativa: propostas para medição e o retrato da população no Brasil” considerou fatores como qualidade do acesso, dispositivos disponíveis para uso e habilidades digitais.

O tema da conectividade significativa – abarcado no guarda-chuva dos direitos digitais – tem sido discutido na décima quarta edição do FIB, que acontece nesta semana – de terça (21) à sexta-feira (24). Organizado anualmente pelo CGI, o fórum é um evento gratuito que reúne representantes do setor privado, governamental, organizações sociais e instituições de pesquisa.

Na sexta-feira (24), às 11h, durante a programação do evento, integrantes da campanha #LiberaMinhaNet vão dialogar sobre as estratégias de garantia do acesso à internet de qualidade e sem limitações, aproveitando a presença de agentes públicos, movimentos sociais, ativistas e empresas.

Sobre a campanha

A #LiberaMinhaNet tem promovido espaços de discussão, intervenções e reuniões nas instâncias legislativas, executiva e junto à opinião pública, com a finalidade de visibilizar os problemas atuais sobre o acesso à internet e propor medidas de democratização. A iniciativa é realizada pela Coalizão Direitos na Rede em parceria com o data_labe e o Instituto de Referência em Internet e Sociedade (IRIS).

Sobre a CDR

A Coalizão Direitos na Rede (CDR) coletivo de organizações  civis com mais de 50 entidades, criada em 2016 para defesa de direitos fundamentais no uso de tecnologias e da Internet.

Como participar

A inscrição pode ser feita no site do Fórum da Internet no Brasil de forma gratuita.

O evento acontece no Bourbon Curitiba Hotel, localizado na Avenida R. Cândido Lopes, 102 – Centro, Curitiba.

O post Acesso à internet de qualidade e sem limitações é tema de intervenção no FIB 14 em Curitiba apareceu primeiro em Coalizão Direitos na Rede.